Home arrow Cordel Infantil arrow Diário de um bebê

Diário de um bebê

PDF Imprimir E-mail

Para quem quiser saber

O meu dia foi assim

Levantar antes das seis

Numa preguiça sem fim

E mamar um teti cheio

Que a mamãe trouxe pra mim 

 

Papai conseguiu enfim

Acordar bem devagar

Depois de ir ao banheiro

Para poder se lavar

Foi preparar um café

Com era de se esperar 

 

Nossa que roupa legal

A minha mãe escolheu

Essa blusa eu não lembro

A pessoa que me deu

Opa! Não sei se eu cresci

Ou se mesma encolheu

 

 É chegada então a hora

Mamãe apressa o papai_

Nós estamos atrasados

Assim a coisa não vai!

Chaves portas documentos

 

E nossa família sai 

E lá fomos caminhando

Por uma bela estradinha

 

e antes mesmo de chegar

Foi quanto eu caí na minha

Hoje é segunda-feira

Hoje é dia de escolinha

 

 Não há do que reclamar

Eu gosto de estudar

São tantas outras crianças

Com quem eu posso brincar

Sem contar a comidinha

Que é mesmo de arrasar 

 

A hora passou depressa

E lá se foi mais um dia

Brinquei, comi e dormi

Fiquei cheio de alegria

E lá fora me esperava

A minha vovó Maria 

 

Oba! Hora da bagunça

Casa de vó é assim

Correr, pular, parar cair

Nunca é não e tudo é sim

E a farra fica completa

Com minha priminha “Mim” 

 

Depois de muita folia

Um prato de macarrão

Foi quando bateu mais forte

O meu jovem coração

Ao ver mamãe e papai

Entrando pelo portão 

 

E deitado no carrinho

Com meu papai me empurrando

Fomos nós de novo juntos

Para casa caminhando

Frente a um belo por de sol

E o dia se acabando 

 

Eu sei que se eu contar

Quase ninguém acredita

Nem bem deixei a vovó

Vem outra vovó na fita

No alto de uma sacada

Acenava a vovó Rita 

 

E de volta ao nosso lar

E o sono de adversário

Fechei meus olhos cansados

Feito portas de armário

Sonhando que estava perto

Meu primeiro aniversário 

 
< Anterior   Próximo >

Powered by NIBA