Home arrow Poesia de Cordel arrow Sem contraindicação

Sem contraindicação

PDF Imprimir E-mail

Todo médico é contra

A automedicação

Mas se o sujeito é doente

Tem os males do pulmão

Indica-se logo cedo

Tomar pinga com limão

 

Não há contraindicação

Nos versos desse cordel

Nem vírus nem bactéria

Virtual ou de papel

Mas quaisquer dos dois se cura

Tomando pinga com mel

 

Bem mais cedo vai pro céu

Quem nega que passal mal

Fingindo estar com saúde

Pra não parar no hospital

Melhor assumir tomando

Pinga e licor de cacau

 

E pra cólica renal

Me disse Dráuzio Varella

Que tem bons medicamentos

Pra quando a dor se revela

Mas nada alivia mais

Que pinga com seriguela

 

Eu sei que tem quem apela

Bebendo wisk , conhaque

Vodka, menta, stanheguer

 Tudo pra livrar o achaque

Mas se o caso for infarto

Só pinga evita o ataque

 

Porém pra aguentar baque

Tem que estar bem informado

Pois esse medicamento

Tem efeito limitado

E persistindo os sintomas

Deve-se beber dobrado

 

(tarcio Costa 02/07/2015)

 
< Anterior   Próximo >

Powered by NIBA