Carta resposta de Papai Noel

Lapônia 24 de dezembro de todos os anos

 

 

Caro amiguinho latino

Sua carta a mim enviada

Alcançou nobre destino

Chegando a terra encantada

E como sou o bom velhinho

Analisei com carinho

A mensagem registrada

 

Mas...Como todos os anos

Este não é diferente

Seguirei os mesmos planos

Traçados anteriormente

Visitarei  abastados

Deixando outra vez de lado

Criança pobre e carente

 

E não me interprete mal

Eu não faço distinção

Criança é tudo igual

Aos olhos do coração

Porém tudo tem um preço

E confesso ter apresso

Por minha reputação

 

Tente, pois imaginar

Quão pesados são meus fardos

Noel não pode falhar

Com ricos afortunados

Que sem nenhuma paciência

Possuem muita influência

E caros advogados

 

Leia e entenda o conteúdo

Só se colhe o que se planta

E minha imagem em tudo

O patrocínio levanta

Num contrato vitalício

Faz parte do meu ofício

Pra vender mais Coca e Fanta

 

Mas tenha sempre esperança

Estimulando sua fé

Uns sofrem com a mendicância

É assim que essa vida é

Anjo que mora na rua

Onde teto é a luz da lua

Tem casa sem chaminé...

 

Procure então ser feliz

Pois vem chegando o natal

Onde reina absoluto

O amor de São Nicolau

Ouça meu conselho amigo

Dirija-se até o abrigo

Da assistência social.

 

 

 

 

                                                                     Carinhosamente,

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                        

      Papai Noel

    Papai Noel